Millennials: como entender e reter uma geração que muda com facilidade?

No cenário competitivo da globalização económica, com os constantes avanços tecnológicos, facilidade de acesso a informação e ciclos de crescimento e de crise bastante acentuados, a intangibilidade das empresas assume um peso relevante na diferenciação das demais. As pessoas são vistas como um elemento de vantagem competitiva e, na maior parte dos setores, cruciais para o bom desempenho económico e financeiro das organizações. Deste modo, é seguro afirmar que as empresas dependem cada vez mais do grau de satisfação, de envolvimento e de comprometimento dos seus colaboradores em relação aos objetivos do seu negócio.

A questão da retenção e do custo da saída de um profissional, acarreta um conjunto de preocupações para as organizações que requer um planeamento atempado e, acima de tudo, de conhecimento cultural da organização face aos seus recursos humanos. Este aspeto é determinante para enfrentar o desafio da existência de um ambiente multigeracional constituído por profissionais que apresentam valores, comportamentos, necessidades e expectativas diferenciadas. Efetivamente, as denominadas Gerações X e as Gerações Millennial (Y) convivem diariamente em ambiente de trabalho, representando um enorme desafio à gestão dos recursos humanos enquanto profissionais e indivíduos.

Entender um Millennial

O termo Millennial é usado para identificar os indivíduos que pertencem à primeira geração de “nativos digitais”, envolvidos fortemente com osequipamento eletrónicos e com as redes sociais. Foi a geração que se desenvolveu numa época de grandes avanços tecnológicos e prosperidade económica. Segundo vários pesquisadores na área, embora correndo o risco de categorizar erradamente enquanto um estereótipo homogéneo, é salientada a característica do imediato e do temporário como a mais transversal. É comum a troca de empregos com frequência procurando constantemente oportunidades de crescimento profissional e salarial. Algo que para a geração anterior poderá ser considerado como demonstração de total desinteresse e descomprometimento e de incerteza no futuro.

Estamos perante o indivíduo que em ambiente profissional é “natural” estar a desempenhar a sua função e, ao mesmo tempo, acompanhar uma conversa online com um amigo ou dar atenção às redes sociais. Esta multitarefa característica desta geração, também poderá ser considerada como falta de focalização e de concentração, por parte da geração anterior.

De uma forma bastante diferente da geração anterior, apesar de se continuar a dar importância ao pacote salarial base, o “vencimento emocional” é altamente valorizado. Os benefícios e regalias diferenciadas, a título de exemplo, formação específica, acordos com ginásios ou atividades extra-profissionais organizadas pela estrutura (nomeadamente eventos que possibilitem o bem estar do colaborador), assumem uma importância vital na altura da escolha do projeto profissional.

Abordadas sistematicamente nas pesquisas desenvolvidas nesta área, a ambição, a impulsividade, a busca pelo retorno imediato e as expectativas irreais são as características com maior frequência nesta geração em ambiente de trabalho. Deste modo, a dificuldade de atração e de “lealdade” ao projeto/empresa será o maior desafio para as organizações.

Sugestões de como reter um Millennial

Face ao exposto, a estratégia para reter um profissional com estas particularidades reveste-se de um conjunto de pressupostos que obriga a organização a adaptar-se a esta realidade. Não existindo uma “receita” para esta questão, poder-se-á evidenciar algumas boas práticas.

A possibilidade de crescimento dentro de uma empresa será um dos principais atrativos, por vezes mesmo à frente do salário. Sendo os profissionais Millennials motivados pelos desafios, colocá-los em projetos ambiciosos será uma estratégia a tomar em linha de conta.

Por outro lado, a liderança é vista por estes profissionais como uma inspiração. A gestão direta de um líder transformador e que possui elevados níveis de comprometimento com a empresa, poderá assegurar uma maior lealdade ao projeto.

De referir ainda, o reconhecimento e feedback das suas ações sendo cruciais para que não só possuam orientações concretas, como também conheçam a importância da sua função na organização.

Criar um ambiente menos rígido e mais descontraído permite um maior commitment com a empresa. Como já verificado anteriormente, a possibilidade de trabalhar num quotidiano mais relaxado é altamente valorizado pelo profissional.

Efetivamente, o profissional Millennial apresenta uma tendência de comportamento e de orientação diferenciada da geração anterior. É crucial que as organizações tenham em linha de conta esta particularidade. Estes jovens serão a próxima geração de decisores e de líderes. Perceber o que os move agora, coloca-nos numa boa posição para o futuro. Aplica-se não apenas a quem queira recrutá-los, como também a quem pretenda efetuar negócios com uma geração cada vez mais presente no mercado de trabalho.

ARTIGO DE: Marco Arroz – Senior Manager – Msearch/Grupo Multipessoal

EMPRESA

O Grupo Multipessoal oferece soluções globais de recursos humanos. A atividade de todas as empresas do grupo é centrada nas pessoas, elevando e potenciando as suas capacidades. Presente neste setor desde 1993, tem profundo conhecimento do mercado interno e de diversos mercados internacionais. Atualmente é a empresa portuguesa líder no mercado dos recursos humanos, com uma atuação fortemente pautada pela dinâmica e inovação, regendo-se pelos seus valores: transparência, profissionalismo, dedicação, empenho e integridade.

SERVIÇOS E PRODUTOS PARA O SETOR RH

O Grupo Multipessoal atua nas áreas de trabalho temporário, outsourcing, recrutamento e seleção, formação e consultoria, estando presente em vários setores desde a saúde, tecnologias de Informação, serviços, logística, indústria, retalho, entre outros. Identifica o melhores de cada candidato, adaptando-o ao mercado de trabalho e às exigências e expetativas dos cliente.

O GRUPO MULTIPESSOAL estará presente no Fórum RH 2017 no debate:

SALA UEFA

14h15 Chaves para fazer crescer e manter os talentos na organização: como reter uma geração que muda com facilidade?
  • Como proceder para avaliar de forma sistemática o grau de satisfação dos colaboradores? assegurar o feedback sobre o desempenho.
  • Como antecipar expectativas e dar resposta? valorizar o equilíbrio entre vida profissional e pessoal.
  • Como é que a formação e desenvolvimento são diferenciadores no momento em que potenciais colaboradores escolhem as organizações?
Share This